Portaria estabelece interlocutores da CGAU com órgãos da instituição e externos

Imprimir: Portaria estabelece interlocutores da CGAU com órgãos da instituição e externos Compartilhamento: Portaria estabelece interlocutores da CGAU com órgãos da instituição e externos Portaria estabelece interlocutores da CGAU com órgãos da instituição e externos Portaria estabelece interlocutores da CGAU com órgãos da instituição e externos Portaria estabelece interlocutores da CGAU com órgãos da instituição e externos
Publicado : 23/05/2019 - Atualizado às : 15:00:06

A Corregedoria-Geral da Advocacia da União (CGAU) publicou a Portaria nº 203, de 27 de março de 2019, que estabelece a criação dos Pontos Focais de Correição e dos Pontos Focais Temáticos do órgão. Com a portaria, os órgãos e unidades da AGU passam a contar com representantes diretos da Corregedoria com os quais eles poderão se comunicar diretamente nas questões pertinentes às suas áreas de atuação.

Os membros da CGU designados como Pontos Focais de Correição serão os interlocutores principais, junto ao órgão para o qual foi designado, para os fins de planejamento e execução das correições. Suas atribuições são a de fortalecer a interlocução e a comunicação entre a Corregedoria e os órgãos de direção superior e as suas unidades correicionadas vinculadas; proceder à uniformização de procedimentos e padronização de instrumentos de correição relacionados à sua área de atuação; e assessorar a Corregedora-Geral nos assuntos correlatos.

Já os Pontos Focais Temáticos terão como responsabilidade promover o alinhamento da CGAU em relação às áreas de atuação às quais foram formalmente designados. Suas atribuições consistem em aprimorar a interlocução da Corregedoria com outros órgãos internos ou externos à AGU que estejam relacionados à área de atuação temática; o planejamento, proposição e execução de programas, projetos e ações relacionados às suas áreas de atuação; e assessorar a Corregedora nos assuntos correlatos.

Os Pontos Focais Temáticos designados pela portaria são a promoção da capacitação permanente dos integrantes da CGAU; a organização normativa e estrutura interna do órgão; o aprimoramento do planejamento tecnológico e estratégico da Corregedoria; e o fortalecimento da interlocução com outros órgãos de controle.

 

Texto: ASCOM


 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »