STJ extingue mandado de segurança contra ministro da Justiça

Imprimir: STJ extingue mandado de segurança contra ministro da Justiça Compartilhamento: STJ extingue mandado de segurança contra ministro da Justiça STJ extingue mandado de segurança contra ministro da Justiça STJ extingue mandado de segurança contra ministro da Justiça STJ extingue mandado de segurança contra ministro da Justiça
Publicado : 24/04/2003 - Alterado : 31/01/2009
A 3a. Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por unanimidade, extinguir o mandado de segurança contra o ministro da Justiça, Marcio Thomas Bastos, movido por dois policiais federais que pretendiam impor seus nomes para exercer as funções de adidos policiais nas missões diplomáticas no exterior. A Advocacia-Geral da União atuou no caso para evitar que tal restrição fosse imposta a estas nomeações.

Os ministros extinguiram a ação, sem a análise do mérito, com o argumento de que a nomeação dos adidos policiais não é uma atribuição do ministro da Justiça e sim do presidente da República. Neste caso, o foro competente para julgar a ação é o Supremo Tribunal Federal (STF).

Durante o julgamento, o relator, ministro Hamilton Carvalhido, fez uma abordagem sobre o mérito do mandado de segurança. Segundo ele, o presidente da República não é obrigado a restringir a escolha dos adidos policiais, importante missão no exterior, entre os classificados num processo de seleção realizado na Polícia Federal.

Os dois policiais foram os primeiros classificados neste processo de seleção e pretendiam obrigar a indicação de seus nomes para desempenhar a função no exterior.


 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »