AGU comprova existência de tratamento adequado para pacientes com câncer no Pará

Imprimir: AGU comprova existência de tratamento adequado para pacientes com câncer no Pará Compartilhamento: AGU comprova existência de tratamento adequado para pacientes com câncer no Pará AGU comprova existência de tratamento adequado para pacientes com câncer no Pará AGU comprova existência de tratamento adequado para pacientes com câncer no Pará AGU comprova existência de tratamento adequado para pacientes com câncer no Pará
Publicado : 03/01/2017 - Atualizado às : 14:09:22

Foto: getty images
Foto: getty images

A Advocacia-Geral da União (AGU) comprovou, na Justiça, a adequação do atendimento prestado por órgãos público federais a portadores de câncer no Pará. A atuação ocorreu após o Ministério Público Federal (MPF) ajuizar ação civil pública contra suposta omissão dos entes públicos na área.

As unidades da AGU que atuaram no caso comprovaram, com a ajuda de farta documentação, que o Hospital Ophir Loyola – hospital público ligado à Universidade Federal do Pará que é referência no tratamento do câncer no estado – havia passado por uma ampla reforma que possibilitou a instalação de aparelhos oncológicos novos. Também foi demonstrado que o hospital havia adquirido todos os medicamentos necessários para o tratamento dos pacientes.

Além disso, os entes públicos haviam montado mais quatro unidades aptas a tratarem pacientes com câncer, inclusive com serviços de rádio e quimioterapia: no Hospital Universitário Barros Barreto, no Hospital Regional Público do Baixo Amazonas, no Hospital Regional de Tucuruí e no Hospital Regional Oeste do Pará, em Santarém.

O juiz responsável pela análise do caso reconheceu que não era possível falar em omissão dos entes públicos e julgou extinto o processo, sem julgamento de mérito, por perda do objeto. Atuaram no caso a Procuradoria Federal no Pará (PF/PA), a Procuradoria Federal junto à Comissão Nacional de Energia Nuclear (PF/CNEN) e a Procuradoria Federal junto à Universidade Federal do Pará (PF/UFPA). Todas são unidades da Procuradoria-Geral Federal, órgão da AGU.

Ref.: Ação Civil Pública nº 2009.39.00.009132-3 - 5ª Vara Federal do Pará.

Raphael Bruno


 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »