PGF homenageia procuradores federais que chefiaram o órgão

Imprimir: PGF homenageia procuradores federais que chefiaram o órgão Compartilhamento: PGF homenageia procuradores federais que chefiaram o órgão PGF homenageia procuradores federais que chefiaram o órgão PGF homenageia procuradores federais que chefiaram o órgão PGF homenageia procuradores federais que chefiaram o órgão
Publicado : 19/12/2016 - Alterado : 03/01/2017

Renato Menezes/AscomAGU
Renato Menezes/AscomAGU

A Procuradoria-Geral Federal (PGF) homenageou na última quarta-feira (14) dirigentes que passaram pela chefia do órgão. Criada em 2002, a unidade da AGU já teve o total de seis chefes, sete com o atual procurador-Geral Federal, Cleso José da Fonseca Filho.

A aposição das fotos dos procuradores federais Renato Vieira e Ronaldo Gallo na galeria de ex-procuradores-gerais foi prestigiada pelo pessoal da unidade. Renato Vieira chefiou a PGF de fevereiro de 2015 a maio de 2016. Ronaldo Gallo esteve à frente do órgão entre maio e setembro de 2016.

Gallo disse que no período em que esteve à frente do órgão a Procuradoria-Geral Federal foi o maior e o melhor desafio de sua vida. “A oportunidade de trabalhar com uma equipe aguerrida, focada nas mudanças que sempre idealizamos para a instituição e carregada da esperança de podermos tocar, mudar e melhorar as condições de trabalho dos colegas de todo o Brasil é o que destaco”, ressaltou.

Para Ronaldo Gallo, a homenagem consagra não só ele, mas toda a equipe que esteve junto a ele. “Jamais conseguiria progredir, como progredimos, sem a minha equipe. A esse seleto grupo entrego minha eterna deferência e gratidão. A homenagem é para eles”, concluiu.

Renato Vieira, por sua vez, afirmou que “a sucessão dos procuradores-gerais permite o constante enriquecimento de visões e de ações, sempre pautadas pelo envolvimento e pela construtiva participação de todos os colegas, sendo o nosso papel precípuo saber catalisar as reivindicações de todos e convertê-las em ações e projetos concretos”.

“Na PGF, afortunadamente, sempre houve uma harmonia muito marcante entre os ciclos de gestão, de forma que o antecessor sente-se verdadeiramente acolhido e partícipe da gestão dos seus sucessores. Ainda resta muito a construir e devemos seguir sempre juntos e unidos", avaliou Vieira.

A PGF tem a missão de defender as políticas e o interesse público, por intermédio da orientação jurídica e representação judicial das autarquias e fundações públicas federais, observados os princípios constitucionais.


 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »