Coleta Seletiva Solidária: Projeto Piloto na AGU

Imprimir: Coleta Seletiva Solidária: Projeto Piloto na AGU Compartilhamento: Coleta Seletiva Solidária: Projeto Piloto na AGU Coleta Seletiva Solidária: Projeto Piloto na AGU Coleta Seletiva Solidária: Projeto Piloto na AGU Coleta Seletiva Solidária: Projeto Piloto na AGU
Publicado : 22/01/2014 - Alterado : 27/08/2014
O projeto piloto para implantação da Coleta Seletiva Solidária-CSS ocorreu de setembro de 2012 a fevereiro de 2013, nos edifícios ocupados pela AGU em Brasília. Objetivou a construção de processo de trabalho a ser adotado nos demais edifícios da AGU. Utilizou-se metodologias de gestão tais como gerenciamento de projetos, gestão de processos, medição e monitoramento.

Como estratégia de implantação, optou-se por tratar os resíduos na seguinte sequência: 1. Papel; 2. Metais, vidros e plásticos e 3. Demais Resíduos: aqueles que são objeto de logística reversa.

Os requisitos definidos foram a possibilidade de replicação das atividades e a observação das características do edifício, dos resíduos produzidos e do perfil de consumo de papel. A média mensal de descarte de papel nos primeiros doze meses foi de 1,7 tonelada.

Foram realizadas visitas técnicas para conhecimento do tema e de casos de sucesso na implantação da CSS.

Dentre os órgãos visitados destacam-se: Agenda Ambiental na Administração Pública/Ministério do Meio Ambiente-A3P/MMA, Fundação Sustentabilidade e Desenvolvimento, Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Distrito Federal - SEMARH-DF, Universidade de Brasília - UnB, Agência Nacional de Águas - ANA, Imprensa Nacional - IN e Ministério da justiça - MJ.

Foi estabelecida interlocução com o Ministério do Meio Ambiente e Secretaria-Geral da Presidência da República, órgãos gestores da matéria.

Internamente houve mobilização de servidores para formação da Comissão da CSS; de integrantes da Agenda Ambiental da Administração Pública na AGU- A3P/AGU que atuaram na coordenação técnica do projeto; de servidores responsáveis pelos serviços de limpeza e transporte, da Escola da AGU para realização de eventos e capacitação; do Programa AGU Mais Vida para ações de capacitação e oficinas de sensibilização para a importância da reciclagem.

O projeto piloto teve como resultado a definição do processo de Operação que é formado pelas atividades separação, recolhimento, armazenamento, escoamento e monitoramento, as quais foram descritas e documentadas. Criou-se um guia intitulado Guia para implantação da Coleta Seletiva Solidária. Uma abordagem voltada para resultados com vistas a apoiar o trabalho das futuras comissões.