Servidores federais aposentados fazem acordo em mutirão na JFAL

Imprimir: Servidores federais aposentados fazem acordo em mutirão na JFAL Compartilhamento: Servidores federais aposentados fazem acordo em mutirão na JFAL Servidores federais aposentados fazem acordo em mutirão na JFAL Servidores federais aposentados fazem acordo em mutirão na JFAL Servidores federais aposentados fazem acordo em mutirão na JFAL
Publicado : 17/01/2014 - Atualizado às : 14:34:08

Justiça Federal
Justiça Federal
Um mutirão de conciliação realizado pela Turma Recursal da Justiça Federal em Alagoas (JFAL) e Advocacia Geral da União em Alagoas (AGU/AL) agiliza a conclusão de 273 processos de servidores públicos federais, aposentados e pensionistas, na sede da JFAL, na manhã desta quinta-feira. São ações judiciais relativas a diferenças das Gratificações de Desempenho do Plano Geral de Cargos do Poder Executivo (GDPGPE).
As propostas prontas feitas pela União foram apresentadas a cada parte com o acordo de pagar 90% do valor que cada servidor tem direito. Em abertura no auditório da JFAL, o juiz federal presidente da Turma Recursal, Frederico Wildson da Silva Dantas, explicou o objeto da proposta.
"A União propõe um acordo com o desconto de apenas 10% do valor em troca de que os senhores possam receber mais rapidamente para por fim aos processos. Após a homologação do acordo, para as partes que aceitarem a proposta da União, os processos retornarão ao juizado de origem para pagamentos dos valores acordados", disse Frederico Dantas.
O prazo para que o dinheiro possa efetivamente chegar à conta dos aposentados e pensionistas é de 75 a 85 dias de tramitação, em forma de Requisitórios de Pequeno Valor (RPVs).
No acordo, segundo o magistrado, uma das cláusulas diz respeito ao valor ter a correção monetária feita pela TR, mas como há uma questão relativa a correção em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF), a depender dessa decisão posterior, as partes poderão recorrer à Justiça para receber eventuais diferenças.
Para o procurador-chefe da AGU em Alagoas, Miguel Angelo Feitosa de Melo, o mutirão é uma iniciativa social relevante, na medida em que se incentiva solução conciliada dos processos. "A conciliação propicia uma prestação mais célere, satisfazendo o interesse de todos: Justiça, União e partes", afirma Miguel Angelo.
Aposentado: "Vou ajeitar a casa"
Aposentado do Ministério das Comunicações, o senhor Bráulio Olegário dos Santos, 75 anos, morador do Trapiche da Barra em Maceió, ficou feliz em assinar o acordo. "é muito importante, pois depois de esperar de quatro a cinco anos, tudo que vier é lucro, e vou conseguir ajeitar a minha casa. Ruim é tirar do bolso", comentou.
O formato do evento traz algumas inovações baseadas em um projeto piloto, implantado pela AGU na Seção Judiciária do Rio de Janeiro, com o objetivo de otimizar as conciliações. Nessa nova dinâmica de mutirão não serão utilizadas mesas de negociações individualizadas.
Assessoria de Comunicação
Justiça Federal em Alagoas

 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »