Suspensos prazos processuais de ações do INSS em período que ocorreu greve dos advogados públicos

Imprimir: Suspensos prazos processuais de ações do INSS em período que ocorreu greve dos advogados públicos Compartilhamento: Suspensos prazos processuais de ações do INSS em período que ocorreu greve dos advogados públicos Suspensos prazos processuais de ações do INSS em período que ocorreu greve dos advogados públicos Suspensos prazos processuais de ações do INSS em período que ocorreu greve dos advogados públicos Suspensos prazos processuais de ações do INSS em período que ocorreu greve dos advogados públicos
Publicado : 08/09/2010 - Alterado : 09/09/2010
A Advocacia-Geral da União (AGU) obteve, na Justiça, decisão favorável sobre o direito a suspensão de prazos processuais em virtude da greve dos advogados públicos no ano de 2004. O pedido foi requerido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em virtude de a greve ter impedido o acompanhamento regular dos processos de interesse da autarquia.

No caso, o INSS, representado pela Procuradoria-Regional Federal da 1ª Região (PRF1) e pela Procuradoria Especializada junto ao INSS (PF/INSS), recorreu da decisão de 1ª instância, que negou a suspensão dos prazos processuais. As procuradorias alegaram que o movimento grevista constituiria motivo de força maior, podendo fundamentar a causa da suspensão dos prazos processuais, de acordo com o artigo 265 do Código de Processo Civil.

A PRF1 e a PF/INSS defenderam, ainda, que o Supremo Tribunal Federal, por meio da Resolução nº 286/04 havia determinado a partir de 15 de março de 2004 a suspensão da contagem dos prazos nos processos em que eram partes os órgãos ou entidades da União, administração direta ou indireta, e também a Fazenda Pública. A AGU lembrou, ainda, que o mesmo procedimento foi adotado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1).

O TRF1 acolheu os argumentos da AGU por entender que o pedido de suspensão dos prazos processuais foi feito dentro do período estabelecido pelas normas indicadas pelo INSS.

A PRF 1 e a PFE/INSS são unidades da Procuradoria-Geral Federal, órgão da AGU.

Ref: Agravo de Instrumento nº 2004.01.00.024634-8/MG - TRF1

Gabriela Coutinho/Rafael Braga




 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »